O fim da era SK Gaming e as adaptações no time brasileiro

author image by Tibehrius | 1 Comment | 24 mar 2017

Referência mundial em Counter-Strike: Global Offensive, a SK Gaming passa recentemente por uma restruturação em sua line-up. Apresentando em 2016 uma forma inovadora de se jogar CS, FalleN e companhia desenvolveram um estilo de jogo baseado em muito talento individual, agressividade e estratégias.

Mesmo com todo esse sucesso de 2016, alterações foram necessárias no final do segundo semestre. A falta de motivação de alguns jogadores havia se tornado o gargalo do time e, com o passar dos campeonatos, o estilo de jogo já não era tão surpreendente quanto no começo. A fim de levantar mais e mais troféus, a SKmudou sua line-up removendo Lincoln “fnx” Lau em dezembro.

O time brasileiro ficou conhecido por sua excepcional consistência em grandes torneios além dos Majors

A saída repentina de fnx representava uma grande perda para a SK dentro do jogo. Para substitui-lo, o português Ricardo “fox” Pacheco de 30 anos foi convocado como stand-in, uma escolha curiosa que pegou muitos de surpresa.

Apesar da grande experiência internacional do fox, o jogador trouxe um estilo totalmente diferente do anteriormente jogado. Por consequência, vimos a SK se adaptando ao redor do português, deixando-o muitas vezes como AWP principal da equipe ou até quebrando as tradicionais duplas TACO/cold e FalleN/fer para dar mais conforto de posicionamento ao fox.

Um fato que deve ser destacado é que, enquanto a SK Gaming treinava para se adaptar com o português outros times treinavam com suas line-ups principais. Ou seja, nesse meio tempo, Astralis, Virtus.pro e OpTic Gaming evoluíam em conjunto e teoricamente estavam a um passo a frente dos brasileiros. Apesar de tudo isso, o resultado do ELEAGUE Major foi bem satisfatório aos brasileiros, já que conseguiram manter o spot de Legends, além de Top 4 no torneio.

Após o Major, a troca entre Immortals e SK foi decretada e tivemos a adição do João “felps” Vasconcelos na equipe

Com a recém entrada de João, vimos novamente alterações no plano de jogo da SK. Apesar de poucas aparições (ESL Pro League, DreamHack Las Vegas e IEM Katowice 2017), observamos uma SK mais ofensiva, tentando se aproveitar das características agressivas de fer e felps.

Só o tempo irá nos dizer se é possível ou não termos uma nova era da SK Gaming. Com certeza, eles ainda precisarão de treino e ajustes, porém teremos que bater de frente com as melhores equipes do mundo como Astralis e Virtus.pro.

O próximo compromisso em LAN da SK Gaming será a StarLadder i-League StarSeries Season 3 que acontecerá em Kiev entre os dias 4 e 9 de abril de 2017.

Fonte: ESPN – Coluna do BCZZ

  • img
    mar 24, 2017 @ 19:15 pm

    Apesar da grande experiência internacional do fox, o jogador trouxe um estilo totalmente diferente do anteriormente jogado. Por consequência, vimos a SK se adaptando ao redor do português, deixando-o muitas vezes como AWP principal da equipe ou até quebrando as tradicionais duplas TACO/cold e FalleN/fer para dar mais conforto de posicionamento ao fox.

Últimos comentários

  • author image
    krush says:
    R.I.P UMP...
  • author image
    Tibehrius says:
    Apesar da grande experiência internacional do fox, o jogador trouxe um estilo totalmente diferente ...
  • author image
    Tibehrius says:
    Essa notícia nem deveria estar aqui, pois fala mais sobre LOL do que sobre CS:GO! Tibehrius nubi!...
Share This