Como é definida a nacionalidade de um time no CS:GO?

 Precisamos de Programadores e Designers!
  • Se você possui interesse em fazer parte da nossa equipe, envie um email para "contato@bigcs.com.br", ou utilize o formulário nosso formulário de contato.

Esta é uma pergunta que muitos se fazem, porém, nem todos sabem ou tem algum lugar para procurar, mas o SITECS te mostra.

A nacionalidade de um time no CS:GO é muito importante, pois assim, o time pode representar uma nação e um povo pode apoiar o time do seu país. A explicação não é tão fácil, pois envolve história e muitas outras coisas!

Basicamente o que impera no CS:GO e que muitas produtoras de eventos e inclusive a Valve considera é a regra de maioria. Regra parecida para vagas em campeonatos, quem tem a vaga é um “core” de três jogadores e não a organização, quase a mesma ideia pode se aplicar para a nacionalidade. Exemplificando: em um time com 3 canadenses, 1 estadunidense e 1 holandês a equipe é considerada CANADENSE. Mas em contra-partida se um time possui 2 canadenses, 2 estadunidenses e 1 holandês, ele é o quê? Se você respondeu norte-americano, acertou. Como a maioria dos jogadores da equipe é proveniente de países norte-americanos a equipe não tem nacionalidade definida e representa um continente.

 

“Já imaginou a SK Gaming segurando a bandeira da Alemanha?” (Fonte/Créditos: ESL)

 

Vamos mais a fundo, com um exemplo real, como a FaZe Clan, que possui em seu plantel 1 francês, 1 finlandês, 1 norueguês e 1 dinamarquês. Todos esses países fazem parte da união europeia, portanto a equipe representa um continente. Mesmo quando aizy (dinamarquês) estava no time, por concenso dos jogadores a equipe representava a Europa e não a Dinamarca, pois aizy e karrigan são dinamarqueses. Nesse caso o torcedor escolhe torcer para um jogador.

Agora você deve estar se perguntando, mas que fácil, se não representa país, representa continente. Não tão rápido! Outro exemplo latente é a Natus Vincere. A Na’Vi possui 1 sérvio, 2 ucrânianos e 2 russos. Aí você responde fácil: o time é europeu. ERRADO! Os países que compõem a nacionalidade dos jogadores da Ucrânia e Rússia fazem parte da Comunidade dos Estados Independentes (inglês: Commonwealth of Independent States, CIS), portanto o time da Na’Vi representa a CIS. Percebe que mesmo o jogador sérvio que não faz parte da CIS não mudou nada? Pela maioria o time representa uma Comunidade.

 

“FaZe e Splyce já tiveram praticamente no seu plantel jogadores de várias nacionalidades” (Fonte/Créditos: ELEAGUE)

 

Agora fica o questionamento: e se a Na’Vi tivesse mais um jogador ucrâniano, qual seria a nacionalidade da equipe? Acertou quem respondeu ucrâniana. A maioria seria deste país, o mesmo se aplica para mais 1 russo.

A questão “mind-fuck“: e se uma equipe possui 1 jogador brasileiro, 1 britânico, 1 estadunidense, 1 australiano e 1 japonês? A resposta é: nenhuma. A equipe não possui maioria nacional, continental ou qualquer outro. Porém se levarmos em consideração a história, ambos Reino Unido e Austrália fazem parte da Comunidade das Nações (inglês: Commonwealth of Nations) e então poderiam ser considerados representantes dessa comunidade, mas isso seria ir a fundo demais na história.

Outra possibilidade que circula é de: em caso de times sem nacionalidade ou continentalidade definida, a equipe portar a bandeira do país de origem da organização.

E aí, o que você acha disso tudo? Deixe seus comentários.

 

Fonte: SiteCS

Seu e-mail nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *